Tecnologia transforma a Raízen com foco em inovação e ESG

O modo como a tecnologia vem transformando negócios e viabilizando um foco maior em inovação e ESG (ambiente, sustentabilidade e governança, da sigla em inglês) foi o tema de uma das sessões realizadas na manhã desta quarta-feira, 15, durante o SAP NOW 2021. O encontro reuniu executivos da Intel, da SAP e da Raízen, empresa integrada de energia, que tem pavimentado seu compromisso com a sustentabilidade a partir da tecnologia.

O head de Digital e Inovação da Raízen, Pedro Leal Noce, explicou que, quando sua área olha para novas tecnologias, vê potencial para trazer inovação e eficiência para o dia a dia da companhia. “Nosso lema é do campo ao posto e enxergamos essas possibilidades em todos os nossos pilares”, afirmou, citando o exemplo do uso de Inteligência Artificial em processos como o acompanhamento do crescimento da cana-de-açúcar ou o controle de ervas daninhas.

“Se não utilizarmos a tecnologia para trazer essa eficiência, não conseguimos ser competitivos. Para nós, transformação digital é trazer a tecnologia para o dia a dia da empresa”, disse. Noce lembrou que, hoje, setores como o agrícola e o industrial estão muito mais conectados do que as cidades e que isso pode ser comprovado pelo grande volume de soluções de IoT utilizadas pela Raízen.

A empresa vem apostando na busca de conexões com startups cujas soluções possam ser agregadas aos processos de negócios. Essas soluções são levadas para dentro da Raízen, permitindo que a empresa mantenha seu foco no processo de transformação digital. “A transformação invariavelmente traz eficiência, ganhos operacionais e melhora nossas métricas de ESG”, afirmou.

O head de Cloud da SAP para a América Latina e Caribe (LAC), Alexandre P. da Silva, reiterou que, nessa jornada, a função da SAP não é apenas ajudar seus clientes a sobreviver, mas a prosperar. E a busca da inovação é parte dessa missão. Silva afirmou que, há dez anos, a internet das coisas (IoT) era tida pelo Gartner como uma tecnologia emergente, mas hoje está presente em todos os lugares.

“Mesmo em nosso sistema de gestão, que é uma aplicação de back office, temos estas tecnologias embarcadas desde 2015. Hoje é possível fazer reconciliação bancária autônoma utilizando IA. Este é um exemplo, mas há muitos outros”, revelou. É para popularizar o uso destas tecnologias que a SAP vem ajudando seus clientes e coletar os benefícios de tudo o que está disponível em suas soluções.

Nuvem e sustentabilidade

Para o diretor de CS&P da Intel Brasil, Américo Tomé, a nuvem tem sido fator fundamental nessa busca por inovação e por mais sustentabilidade. “Sustentabilidade é uma questão importante para a Intel, e ela tem sido habilitada por muita inovação e tecnologia”, disse. Noce reforçou a tese, lembrando que a proximidade da Raízen com as startups não seria possível sem a computação em nuvem.

“Quando usamos soluções de startups, estou trazendo soluções em cloud para a Raízen. Já fizemos mais de 70 pilotos e todas são soluções que estão rodando em cloud”, detalhou. Ele explicou que a Raízen também tem seus próprios desenvolvimentos em nuvem, que têm como grande benefício a disponibilidade e a flexibilidade para suportar crescimento sem necessidade de mobilização e investimento em parques tradicionais.

Tanto é assim que, desde 2018, o uso da nuvem SAP vem crescendo acima de três dígitos todos os anos. Silva, da SAP, ressalta que os novos clientes já chegam à empresa com o mindset de nuvem e que a base instalada está se movendo na mesma direção. “Ao invés de gerenciar espaço físico e hardware, essas empresas começam a gerenciar nível de serviço, escalabilidade e a contar com mais resiliência.”

Um dos fatores destacados por Silva para esse movimento é a redução de tempo e custo para a implementação de inovação, mas ele reforçou que a migração pura e simples não é suficiente. “É preciso transformar o negócio, e a proposta do RISE with SAP vai nesse sentido. Oferecemos um framework de serviços e tecnologia que ajuda o cliente a definir seu caminho e, com isso, trazemos a responsabilidade de migrar para a nuvem para a SAP, já incorporando o S/4”, afirmou.

O resultado desse processo não são apenas os ganhos de produtividade e redução de custos, mas também de mais sustentabilidade. Para Noce, da Raízen, a tecnologia tem sido uma alavanca importante para os compromissos de sustentabilidade da companhia. Ele destacou que, quando a Raízen melhora a produtividade no campo, está reduzindo o uso de defensivos agrícolas; quando ela otimiza o uso de equipamentos, está reduzindo o consumo de combustível.

“A tecnologia é um habilitador para gestão de sustentabilidade. Você tem o compromisso com o resultado, mas um resultado com mais sustentabilidade. Acreditamos muito nessa agenda, que traz resultados extremamente positivos para a Raízen”, concluiu.

Share:
Tagged