SAP se mobiliza para acelerar a economia circular

Empresa criou o software SAP Responsible Design and Production, com intuito de auxiliar as empresas a fornecerem produtos circulares e promoverem a economia regenerativa.

A SAP anunciou nesta quinta-feira, 11/11, a disponibilidade do SAP® Responsible Design and Production, solução para projetar produtos de forma sustentável e promover a transição para uma economia circular. Este é o mais recente integrante de um portfólio crescente de aplicações voltadas especificamente para sustentabilidade e que ajudam as empresas a incrementar os recursos de medição e gerenciamento de dados.

“Todos os anos, usamos quase o dobro de recursos que o planeta pode regenerar”, explica Scott Russell, membro do Conselho Executivo e chefe da área Customer Success da SAP SE. “Há uma complexidade inerente ao projeto de produtos que eliminam o desperdício e usam materiais responsáveis, mas o SAP Responsible Design and Production lida com essa complexidade e oferece uma excelente solução, ajudando aos nossos clientes a fornecer produtos circulares e promover uma economia regenerativa”, adicionou o executivo.

Em um cenário em que surgem sucessivas regulamentações para negócios sustentáveis, como os impostos incidentes sobre plástico, o SAP Responsible Design and Production pode ajudar as empresas a acelerar a transição para práticas de economia circular.

A nova solução garante aos negócios mais visibilidade sobre os fluxos de materiais ao longo dos processos, trazendo ferramentas de rastreamento e conformidade com regulamentações que mudam rapidamente, em especial, as relacionadas a embalagens de produtos e plásticos.

Com o desenvolvimento cada vez mais intenso de produtos sustentáveis, a gestão de materiais e dados regulatórios se tornou um dos desafios mais complexos da atual indústria de produtos de consumo.

“A economia circular se baseia em três princípios orientados ao design – eliminar resíduos e reduzir a poluição; circular produtos e materiais; e regenerar a natureza”, afirma Andrew Morlet, CEO da Ellen MacArthur Foundation.

A CEO lembra que as soluções digitais desempenham um importante papel na transição para uma economia circular. Permitem ainda que as empresas incorporem práticas circulares em suas operações, desde o desenho de produtos com menos desperdício desde sua concepção até o acompanhamento do ciclo de vida dos materiais que são usados.

Com a nova solução da SAP, as empresas podem incorporar princípios da circularidade aos principais processos de negócios, ajudando a eliminar o desperdício e trazer à tona novos valores, projetando produtos para serem sustentáveis desde o início.

Por exemplo, um gerente responsável por uma marca de xampu pode ter visibilidade sobre todo o ciclo de vida do produto, incluindo as obrigações de responsabilidade estendida do produtor (EPR, na sigla em inglês) e os impostos referentes ao plástico em diferentes mercados. Essa visibilidade ajuda a fazer alterações no design para reduzir o desperdício e tomar decisões sobre como diminuir os custos associados aos posteriores sistemas de reutilização e reciclagem.

“As empresas e os consumidores estão cada vez mais interessados e participativos quando tratamos de políticas relacionados ao clima. E a economia circular é um conceito que vem dar um suporte aos esforços mundiais quando tratamos do melhor uso dos recursos naturais. E a SAP está alinhada com essa necessidade socioambiental no oferecimento de tecnologia que auxiliam nas ações de sustentabilidade promovidas pelos seus clientes”, afirma Marcele Andrade, diretora de inovação do Centro de Excelência da SAP.