Adriana Aroulho: O momento é de hiperaceleração da transformação digital

CEO da SAP Brasil enumerou ações de empresas que usaram a tecnologia para superar as dificuldades impostas pela pandemia, entre elas, clientes novos como Petlove e Ebanx e tradicionais como a Petrobras.

Passado mais de um ano do surgimento da pandemia da Covid-19, no ambiente dos negócios, as empresas mais resilientes e aquelas que já haviam adotado a digitalização foram as que melhor se adaptaram às mudanças. Com esta tônica, Adriana Aroulho, presidente da SAP Brasil, abriu o SAP NOW 2021, que, pelo segundo ano consecutivo, está sendo realizado online.

Ao falar sobre as inspirações da nova cultura digital no século 21, Adriana Aroulho destacou como um mundo marcado por mudanças ambientais extremas e pela pandemia está sendo igualmente pautado por iniciativas sociais que exigem mais diversidade, inclusão e igualdade de oportunidades.

Empresas de variados portes e segmentos de atuação estão usando muito bem a tecnologia para enfrentar a hiperaceleração pela qual todos estamos passando nos últimos anos. A Petlove é uma delas. A maior loja online para animais de estimação cresceu 200 vezes nos últimos dez anos, ultrapassando a marca dos R$ 800 milhões de faturamento e 190 mil assinantes. A empresa cresceu entre 120% e 130%, e para apoiar esse avanço precisou de um sistema de gestão robusto.

“A Petlove optou pela RISE with SAP. As soluções SAP vêm fornecendo aos clientes formas inteligentes de vencer em um cenário de alta competitividade e de preocupação com a saúde e bem-estar dos colaboradores”, disse Adriana Aroulho.

O segmento de varejo foi um dos que mais precisaram se reinventar, optando por novos modelos de negócios como forma de se reconectar aos clientes, que ficaram mais exigentes, buscando experiências mais personalizadas e um relacionamento de confiança. “Marcas com propósito e sustentáveis foram as que obtiveram maior sucesso. Via Varejo, Leroy Merlin, Lojas Cem e Riachuelo se reinventaram”, destacou.

Com soluções em nuvem, o setor varejista consegue acompanhar a jornada de compra de ponta a ponta, fazer uma gestão horizontal, gerenciar promoções e logística. A The Body Shop, adquirida pela Natura, colocou 18 lojas online em apenas três meses. A DPSP tem cerca de 1.500 lojas e está com o SAP S/4HANA Retail.

“E todas por meio da oferta RISE with SAP, que é um pacote de soluções que remove boa parte da complexidade do processo de transformação, trazendo retorno do investimento muito mais rapidamente. Foram essas características que atraíram o Ebanx, o unicórnio brasileiro criado em 2012 e que está em processo de IPO. A Ebanx escolheu a SAP para modernizar e digitalizar seus processos de gestão”, enfatizou a presidente da SAP Brasil.

Na mesma linha, a XP também escolheu RISE with SAP para dar suporte a planos de expansão, obtendo aumento de eficiência e acessando métricas da gestão pela nuvem.

Inovação e digitalização

Cliente de longa data da SAP, a Petrobras está com projeto de inovação e digitalização. No fim de 2019, a petrolífera criou a diretoria de transformação digital, que se viu obrigada a adiantar um plano de quatro anos para quatro meses em virtude da pandemia. Para se ter uma ideia, a Petrobras, em uma semana, colocou 25 mil colaboradores em home office com acesso a todas as ferramentas.

Em 2020, a Petrobras iniciou a migração do seu sistema de gestão para o SAP S/4HANA, que, segundo Aroulho, será um pilar fundamental na transformação e simplificação dos negócios. A migração é um dos principais projetos de transformação digital, cuja conclusão está prevista para ocorrer em 2023.

Falando sobre inovação, Aroulho contou que, recentemente, laboratórios de inovação da SAP e da Petrobras se juntaram para desenvolver uma solução de automação que promete otimizar os trâmites de expedição de materiais. “A plataforma originada tem o potencial de gerar economia de até R$ 37 milhões e foi desenvolvida em quatro semanas”, detalhou.

Outro caso é da Gerdau Graphene, que, em apenas 45 dias, implantou o Business One nas áreas de contabilidade, importação e faturamento. “É uma solução escalável e flexível que conecta a startup ao cenário global da Gerdau”, acrescentou a presidente. Já a chinesa CTGBrasil escolheu o Brasil como país prioritário da estratégia de crescimento internacional e vai contar com a tecnologia SAP para apoiar a sua estratégia. A BRK Ambiental é mais uma companhia que já conta com várias soluções de ponta da SAP, como de RPA e S/4HANA.

Rede de negócios

“O fato é que projetos de transformação digital como esses, que utilizam a experiência, a conexão e as melhores práticas de gestão empresarial, evidenciam o que o filósofo Pierre Lévy discute há anos: para ele, a criação das redes permite aumentar as possibilidades de gestão e de aprendizagem com acesso universal a informações e dados, aumento da memória e da inteligência coletiva.

Para Levy, é inegável que todos os atores deveriam utilizar estas novas possibilidades na educação, na gestão do conhecimento e na política. No mundo dos negócios, para a SAP, isso significa a capacidade de unificar todos os pontos de interação e integração e ajudar empresas de diferentes perfis a se moverem mais rápido do que nunca”, ressaltou Adriana Aroulho.

Pensando nessa rede, a SAP criou o SAP Business Network, que tem como objetivo ser a maior rede de negócios do mundo, reunindo as redes de logística e de gestão inteligente Ariba Network com as redes SAP Logistics Business Network e SAP Asset Intelligence Network. De acordo com Aroulho, já são mais de 5 milhões de organizações se beneficiando por serem membros desta comunidade.

“É o caso do Google que, com o SAP Ariba, conecta seus fornecedores dos cinco continentes através da nuvem. E, junto com a Qualtrics, nossa plataforma de gestão da experiência, fecha ciclo contínuo de feedback, tornando as transações e relações mais fáceis”, detalhou.

Para finalizar, Adriana Aroulho enfatizou que as melhores práticas das milhares de empresas podem tornar o negócio mais ágil. “Estamos em um movimento hiperacelerado de transformação digital. Temos poder computacional quase ilimitado e podemos nos comunicar de qualquer lugar o tempo todo. Seguimos juntos na trilha de transformação para nos tornar mais inteligentes, diversos e sustentáveis”, disse.