Zipp usa SAP BusinessOne para ampliar atuação em e-commerce

Criado para ser 100% online, o serviço de supermercados investiu em tecnologia para aprimorar a gestão e os seus processos. Objetivo, agora, é expandir operação do Rio de Janeiro para todo o Brasil.

Criado no início de 2017, o serviço de supermercados online Zipp investiu em uma solução de gestão corporativa para organizar sua cadeia de suprimentos, logística e de operações de forma a contar com eficiência para avançar no mercado de e-commerce frente aos grandes players do setor. Adrian Salles, um dos idealizadores do Zipp Supermercados, contou que a empresa surgiu para ser 100% online. Começou com um grupo piloto de 30 clientes para entender como operacionalizar a ideia.

Douglas Pinho, outro dos fundadores do Zipp, lembrou que, à época, chamou a atenção o fato de as operações online dos supermercados ainda serem problemáticas, mesmo em um tempo em que o e-commerce crescia rapidamente no País. “Entendemos que o problema estava no uso de soluções originalmente criadas para lojas físicas e adaptadas para o comércio eletrônico. Isso comprometia a eficiência operacional dos negócios e prejudicava a proposta de valor que se quer oferecer ao cliente final”, afirmou Pinho.

A startup então desenvolveu uma ferramenta própria de e-commerce, mas precisava de uma solução tecnológica para substituir os processos manuais usados para gerenciar o back-office. Depois de analisar distintas soluções de mercado, o Zipp decidiu implementar o SAP BusinessOne para automatizar e integrar os processos operacionais.

Pinho explicou que o SAP BusinessOne é uma solução simples e rápida de adotar. “Era a ferramenta mais robusta entre as analisadas”, afirmou. Além disso, ela poderia ser implementada remotamente e isso viabilizaria a sua adoção do ponto de vista financeiro – o Zipp está sediado no Rio de Janeiro e a implementação contou com o suporte da integradora Alfa, em São Paulo. Em três meses, o novo sistema estava no ar.

Hoje, o SAP BusinessOne está integrado ao sistema de e-commerce e controla desde a entrada de mercadorias até o estoque e os processos contábeis e financeiros. “Montamos uma operação 100% online. O SAP BusinessOne nos possibilita tirar proveito da cadeia de suprimentos que o e-commerce permite e focar na experiência do cliente, entregando um nível de qualidade de serviço superior ao dos concorrentes, associado a economia”, garantiu Salles.

O executivo detalhou que, em seu terceiro ano de operação, o Zipp cresce à taxa média de 17% ao mês, com um alto índice de satisfação e fidelidade dos clientes. Esse crescimento se deve, em boa parte, à adoção do sistema de gestão da SAP. “Ao integrar o sistema de e-commerce com o estoque da loja, conseguimos praticamente eliminar o índice de falta ou substituição de produtos”, afirmou Pinho. Segundo ele, o índice, que variava de 6% a 7% antes do SAP BusinessOne, é hoje inferior a 1%. “Não há frustração do cliente”, celebrou, lembrando que antes os colaboradores faziam contagem de estoque semanal de mais 3 mil produtos com alto índice de perecibilidade. “Agora, o sistema faz inventário rotativo, em tempo real.”

Concorrência

O Zipp tem conseguido ampliar as suas operações, com atendimento em áreas de pets e utensílios domésticos. A ideia, segundo os fundadores, é começar a atender setores como auto, farmácia etc, aproximando-se de um home supplier. “Temos o posicionamento de preço de um supermercado econômico. Algo entre o atacarejo e o supermercado”, explicou Salles. “À medida que o volume cresce, dado que temos uma cadeia de suprimentos muito organizada, alcançamos uma eficiência financeira e operacional muito maior do que a da concorrência, afastando cada vez mais nossas operações da competição”, afirmou o executivo.

Hoje, o Zipp atua nas cidades do Rio de Janeiro (RJ) e Niterói (RJ). A meta é estar nas principais regiões metropolitanas do Brasil até 2023, começando por São Paulo, em 2020. “O SAP nos dá confiança para provocar o crescimento de forma sólida. Nossa proposta é garantir a entrega na casa do consumidor no prazo máximo de 4 horas, e isso só é possível com um sistema robusto, estável e confiável.”

Share: